IDOLiSH7 terá adaptação em anime

Nesse sábado (20/08) o IDOLiSH7 fez um ano de lançamento! E para a comemoração, na sexta-feira, os seiyuus, junto com os produtores, realizaram uma stream oficial no Niconama chamada “Kimi to Ai Dorisshu Naito!” (キミと愛ドリッシュないと!), na qual fizeram uma série de anúncios sobre o jogo, incluindo adaptação em anime, mangá e muito mais. Venha conferir tudo!

Continuar lendo “IDOLiSH7 terá adaptação em anime”

Anúncios

One night★Fire★Works 2016 – Confira o que rolou no evento de verão da Rejet

Na sexta passada (05/08) a Rejet realizou o One night★Fire★Works 2016, seu evento anual de apresentação de novos projetos e outras novidades. Este ano foi marcado por reaproveitamento de séries antigas (sim, mais Dialovers para a lista), lançamento de seu primeiro aplicativo para mobile, 6 novos projetos de drama CDs e mais informações sobre Marginal#4. Nós do Otomices acompanhamos o evento ao vivo e trouxemos em primeira mão o resumo das novidades para você!

Continuar lendo “One night★Fire★Works 2016 – Confira o que rolou no evento de verão da Rejet”

Anime Expo 2016 – 5 otome games anunciados para o Ocidente!

De sexta (01) até segunda (04) aconteceu o Anime Expo, o maior evento de anime e mangá dos Estados Unidos! Além de todas as atrações que ele oferece, diversas empresas se apresentam e revelam quais projetos trarão para o Ocidente. E claro que o resultado foi positivo, pois nele tivemos o anúncio de cinco jogos! Venha conferir quais foram os títulos!

Continuar lendo “Anime Expo 2016 – 5 otome games anunciados para o Ocidente!”

Sakuya

Gostaria de conhecer um jogo doujin/indie e curto? Sakuya (桜哉) é um dos jogos da TetraScope (Watashi no Real wa Juujitsu Shisugiteiru), uma empresa indie que está ganhando cada vez mais reconhecimento ultimamente! Lançado em 18 de janeiro de 2013, Sakuya conta a história de amor entre uma humana e um androide. O jogo tem duas versões: a de graça, que é 15+, e a completa, que é 18+. A versão free tem uma tradução feita pelo Sakusora Project utilizando o Visual Novel Reader. Vale lembrar que, por ser indie, não é dublado.

Continuar lendo “Sakuya”